Fique atento ao Azul – Uma conversa sobre saúde masculina

In Entrevista

O mês de novembro é marcado por uma campanha de conscientização chamada Novembro Azul, que destaca a importância da prevenção do câncer de próstata. No Brasil, este tipo é o segundo mais comum entre os homens de acordo com dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer). Diante dessa realidade, nada melhor do que entender o que é, como funciona e quais os passos a serem seguidos, tanto no momento após o diagnóstico como no tratamento e na prevenção. Para sanar suas dúvidas, a repórter Kelyse Rodrigues,  do ABJ Notícias preparou uma série de entrevistas com o urologista Carlos Bautzer que vai falar sobre esse e outros tópicos durante todo o mês. Um assunto relevante para quem está passando por isso para que possa ter um auxílio, e um alerta aqueles que ainda não foram ver como está sua saúde. A edição da vez é falando sobre o diagnóstico.

ABJ Notícias: Qual a importância de homens realizarem exames regularmente? De quanto em quanto tempo devem realizar exames?

Carlos Bautzer: A importância do exame periódico está no diagnóstico precoce de câncer de próstata, pois quanto mais cedo é diagnosticada a doença, maiores as chances de cura e a variedade de procedimentos que podem ser realizados. Além disso, podemos detectar outras alterações como infecções (prostatite) ou aumento benigno da próstata. O exame realizado de forma anual é suficiente para o diagnóstico, sendo que a opção de encurtar a frequência dos exames depende de cada caso.

ABJ: Como homens podem ter cuidado diário para prevenção da doença?

Carlos Bautzer: Como cuidados diários, é importante prestar atenção em sintomas urinários, como jato mais fraco, maior frequência de micções, presença de urgência para urinar (ter que “correr” para não urinar e evitar perdas de urina) ou a presença de sangue ou outras alterações urinárias.

ABJ: Por que é importante o diagnosticar rápido o câncer?

Carlos Bautzer: Para aumentar a chance de cura definitiva da doença. O diagnóstico precoce permite a cura em até 90% dos casos. Se o diagnóstico for mais tardio, não conseguimos atingir a cura, mas somente o controle da progressão da doença e controle dos sintomas

ABJ: Quais exames realizados para prevenção do câncer? Como são feitos?

Carlos Bautzer:: Nos exames periódicos, são necessários a realização do exame de PSA sanguíneo (antígeno prostático específico) e o toque retal (exame feito pelo urologista onde se investiga a presença de nódulos endurecidos, através da palpação da próstata por via retal). Além disso, como exames complementares, podem ser solicitados exames de urina e de ultrassonografia.

  1. ABJ Notícias: A partir de qual idade o homem precisa começar a se prevenir quanto ao câncer de próstata?

Carlos Bautzer: Depende da presença de antecedentes familiares, ou seja, se existem parentes principalmente de primeiro grau (pai, irmãos ou tios) com diagnóstico de câncer de próstata. Se isso existir, esses pacientes devem procurar o exame de rastreamento da próstata a partir dos 45 anos de idade. Se isso não existir, os exames devem ser realizados a partir dos 50 anos ou se surgirem sintomas urinários como os mencionados acima.

  1. Qual o procedimento feito com o paciente após descobrir o câncer de próstata?

Carlos Bautzer:: Após o diagnóstico do câncer de próstata, devemos estadiar, ou seja, verificar se esse câncer atingiu outras partes do corpo. Isso é importante porque determina qual os tipos de tratamento que podem ser oferecidos para o paciente. Além disso, temos que avaliar as outras condições de saúde desse paciente a fim de determinar se o tipo de tratamento que for escolhido poderá ser realizado neste paciente em específico.

  1. Existem sinais que indiquem que um homem tem câncer de próstata?

Carlos Bautzer:: Infelizmente, não existe um sinal típico que possa ser apontado em pacientes com câncer de próstata. Uma parcela de 95% dos pacientes apresenta algum tipo de sintomas já se encontram em fase avançada. Dessa maneira, o ideal é que o diagnóstico seja feito pelo exame anual de rastreamento em pacientes sem sintomas.

  1. Quando um homem tem casos em sua família de câncer de próstata, ele é mais propenso a ter a doença?

Carlos Bautzer: Sim, pois em pacientes com antecedente familiar de câncer de próstata de primeiro grau (pai ou irmãos), a chance de desenvolver câncer de próstata pode aumentar em até 6 vezes. Além disso, a presença de câncer de mama nas mulheres da família também aumenta a chance de desenvolver câncer de próstata, devido a alterações genéticas.

Doutor Carlos Bautzer é formado em medicina pela USP, especialista em urologia e membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia. Atualmente ocupa o cargo de médico assistente da disciplina de urologia da Faculdade de Medicina do ABC.

Link das imagens:

https://goo.gl/MhXHHQ

https://goo.gl/hbzLVp

You may also read!

Fique atento ao Azul – A união é o remédio

O mês de novembro chegou ao fim, e vai fechar com chave de ouro a campanha sobre prevenção do

Read More...

Fique atento ao Azul – Como evitar o câncer de próstata?

Estamos no mês do novembro Azul, com uma série preparada especial para você. A campanha é marcada pela importância

Read More...

O pseudodesenvolvimento gerado pelas monoculturas

Desde que o Brasil foi descoberto, a mata nativa diminui em virtude da agricultura Emanuely Miranda         Desde o período

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu